Teddy: o buldogue que entende francês e russo.

Teddy não é um cachorro qualquer. Ele se diferencia por uma qualidade incomum: ele compreende francês e russo. Será que isso é normal?

O dono desse pet ganhou esse bulldog de uma família inglesa que se mudou de volta ao seu país de origem. Impressionado, ele percebeu que muitas coisas que eram ditas em inglês eram compreendidas pelo animal.

Mas será que isso é normal? Será que o cão entende essas palavras porque ele é um “Bulldog Inglês”?

shadow-ornament

bulldog-ingles-3

 

Aliás, aproveite para conhecer nosso artigo sobre Bulldog Inglês - você vai se apaixonar pela raça:

- é calma

- adora crianças e companhia

- vive bem em apartamento

Gostou? Clique na foto e veja o artigo!

shadow-ornament

 

 

Sim, Teddy é um cachorro normal, sem nenhuma anomalia. Embora seja bastante difícil cá por essas bandas da América, há sim casos de cães que entendem italiano, espanhol e até mandarim! Teddy não está sozinho!

Note: Teddy não compreende inglês apenas por ser um bulldog inglês!

 

Até porque Teddy entende palavras também em francês, russo e alemão! Sua antiga família era poliglota!

Ora, você sabe, os cães possuem a habilidade de reconhecer os sons que nós, seres humanos fazemos. Por isso, eles respondem tão prontamente a palavras como comida, sair, etc.

Acostumar esse animal, desde pequeno a palavras de outros idiomas farão dele um ser poliglota. Sim, exatamente como com um bebê humano.

Se você insistir em dizer "back" e não "volte” ao seu cão, em pouco tempo ele irá responder ao seu comando - ainda que esteja em inglês!

 

Como ensinar seu cão a atender seus comandos – ainda que em outra lingua!

O mais importante no que diz respeito ao ensino de comandos aos cães é MENOS é MAIS.

Não fale muitas palavras. Use 1 ou 2, bastante específicas para cada ação que você deseja que ele execute. Isso vai facilitar que seu animal entenda o que você quer. Quanto mais você falar, mais atrapalhado ele vai ficar.

 

Então um pastor alemão pode entender alemão? Sim, pode! Mas não porque sua raça é originária da Alemanha. Mas porque ele foi ensinado a compreender as palavras em alemão. Assim como qualquer outro cão, de qualquer outra raça!

 

 

 

Sim, sabemos que seu cão é inteligente, mas perceba que você está se comunicando com ele na sua língua. Veja:

Você viaja para a alemanha e aprende que brot é a palavra deles para pão. Daí, um alemão muito do simpático e falante - sim, existem! - vem e pergunta, num tom apressado em que as palavras saem todas juntas de sua boca:

SienehmeneinStückBrot? OderlieberToast?

Você não entendeu nada do que ele disse, não é mesmo? Você nem notou que conhecia uma das palavras. Você não viu o Brot alí no meio? Sim, bem no meio da frase?

Sie nehmen ein Stück Brot? Oder lieber Toast?

Pois é. Quando não dominamos a língua, é melhor ouvir poucas palavras - e preferencialmente aquelas que reconhecemos - a muitas. Com seu animal é o mesmo!

Assim, para acostumar seu pet a reconhecer seus comandos – sejam eles em português ou qualquer outro idioma – basta usar poucas palavras. E, claro, sempre as mesmas para cada coisa.

Aliás, taí uma forma de impressionar sem gastar dinheiro algum: não é mesmo très chic falar com o cão em francês?

 

Veja também:

 

Gostou do post? Achou curioso? Dê um like para ele! Adoramos quando percebemos que nossos leitores curtiram nosso trabalho!

 

Written By
More from Animale.Me

Beagle – um cão forte, corajoso e com muita disposição física

Muito paciente e brincalhão, é um cão ideal para quem tem crianças....
Read More