Hipertermia – seu cachorro com muito, muito calor!

A hipertermia é caracterizada pelo aumento excessivo da temperatura corporal do cachorro. Cuidado: ela pode levar à óbito. 

Infelizmente, uma recente reportagem da tv Record mostrou a dor e o sofrimento de uma mulher em Belém do Pará. Ela perdeu dois cãezinhos, mortos dentro do carro de transporte do pet shop – eles foram esquecidos lá, e entre outras coisas podem ter morrido sufocados ou por hipertermia. Lamentável!

Na reportagem mostrada pela tv Record, a advogada Luzilda Gonçalvez perdeu, em um só dia, a companhia dos dois filhos, como ela mesma  chamava os pets Spinner (um Yorkshire de 8 anos) e Blanc (um Shih Tzu de 3 anos).

A dor é tamanha na casa da advogada que, temporariamente, ela buscou refúgio na casa de sua mãe. Ficar na sua própria residência, sem os animais, é muito doloroso – ela diz.

Acontece que muita gente não pensa na possibilidade mas, indefeso, o animal pode desenvolver hipertermia ou ficar sufocado e morrer dentro do carro, sem que ninguém veja, o que parece ter sido o caso registrado pelo Domingo Espetacular, da tv Record – veja nossa matéria sobre a morte dos animais em Belém do Pará

No entanto, não pense que esse é um caso isolado. Se pesquisada, a morte de animais assim é recorrente no Brasil, um país de clima quente. Triste…

Por isso a importância do conhecimento. De se evitar um quadro desses ou, na pior das hipóteses, de se saber como remediar a situação.

 

 

Aliás, antes de mais nada, você sabia que cães braquicefálicos são predispostos a terem hipertermia? Veja nosso artigo sobre cães braquicefálicos e descubra se o seu cachorro é e corre maiores riscos. 

 

Entre outras coisas a hipertermia pode causar:

  1. Prostação
  2. Edema pulmonar
  3. Convulsão
  4. Parada cardíaca
  5. Perda de consciência
  6. Óbito
  7. Tristeza. Muita tristeza. A SUA.
Algumas das causas frequentes de hipertermia são:
  • Exposição a altas temperaturas
  • Excesso de exercícios físicos
  • Obesidade
Alguns dos sintomas que podem ser observados:
  • O animal fica ofegante
  • Língua muito vermelha, assim como a parte interna das orelhas
  • O cachorro fica fraco
  • Andar cambaleante
  • Salivação em abundância
  • Confusão mental
  • Olhar vidrado
  • Convulsões
  • Vômito
  • Diarréia
O que fazer:
  • Coloque o animal num lugar ventilado e fresco.
  • Use toalhas molhadas ou um borrifador de água para resfria-lo
  • Dê-lhe água, mas não em excesso para que não vomite
  • Acalme-o com carinhos
  • Não dê alimentos
  • Leve o animal o mais rápido possível ao veterinário

 

Numa suspeita de um quadro de hipertemia é indispensável a avaliação de um veterinário. Muitos animais sofrem problemas em vários órgãos, ou mesmo morrem, pela falta devida de cuidados. Isso porque a principal causa da morte não é a hipertermia em si, mas os danos renais e cerebrais.

 

Prevenção:

Uma maneira de você ajudar seu cão a diminuir a possibilidade de hipertermia é efetuar tosas e banhos freqüentes, que ajudam a diminuir o risco.

Outros procedimentos simples são mantê-lo hidratado, com água abundante e com um local à sombra onde possa descansar.

 

Atenção: deixar o animal trancado dentro de um carro, ainda que por pouco tempo, num dia ensolarado ou muito seco, é um crime!

 

 

banner-5-erros-que-geram-morte-shihtzu-peq22

 

Veja também:

Cães

 

Gostou do post? Achou curioso? Dê um like para ele! Adoramos quando percebemos que nossos leitores curtiram nosso trabalho!