Conheça o Verme do Coração – e saiba prevenir-se!

cao cansado - verme do coracao

Você mora na praia? Perto de rios, lagos? Vai viajar para algum lugar assim? Se você tem um cachorro, você precisa se inteirar sobre essa doença!

Bom, a doença é causada por uma larva que se desenvolve dentro do coração dos cães. Por isso esse nome popular: verme do coração. Esse verme cresce alojado ali, e chega a medir várias dezenas de centímetros! Seu nome é Dirofilária e, por isso, o nome da doença é Dirofilariose.

O que a doença provoca? Bem, o verme ocupa um espaço no coração e nos vasos sanguíneos, causando uma obstrução à passagem do sangue. Por conta disso, o coração tende a trabalhar mais, e com mais força. Essa sobrecarga de trabalho irá enfraquecê-lo, debilitando o animal – que pode até mesmo vir a morrer.

Contágio

O contágio do verme do coração se dá através da picada de um mosquito infectado. Este, por sua vez, fica infectado quando pica um animal já doente. E assim o ciclo se prolonga.

Importante destacar que o cachorro pode viver muito tempo – às vezes anos – até que a doença se manifeste.

Por isso, toda forma de prevenção é bem vinda! Ocorre que normalmente só se descobre a doença já numa fase avançada.

Estima-se que cerca de 8% dos cães do Brasil estejam infectados.

 

Kabang (foto abaixo), a cadela que perdeu o focinho para salvar 2 meninas, teve a doença diagnosticada. Por causa disso, antes dos procedimentos que visam restaurar sua aparência e dar a ela melhor qualidade de vida, ela terá de fazer um tratamento contra o verme. Veja aqui um artigo mais completo sobre Kabang – a cadela heroína sem focinho.

 

Sintomas

Quando o verme atinge a fase adulta, ele provoca no cachorro sintomas de insuficiência cardíaca, como os descritos abaixo:

  • Perda de peso
  • Cansaço
  • Tosse
  • Aumento do volume abdominal
  • Dificuldade em respirar
  • Falta de ânimo

 

Diagnóstico

Feita a observação dos sintomas e, na eventual possibilidade da doença, o passo a seguir é buscar a ajuda de um veterinário. Através de exames, ele irá procurar pela presença da larva na corrente sanguínea.

Aqui, vale outro destaque: é muito importante detectar a doença em seu início. Embora o tratamento possa eliminar o verme, os danos que ele causa ao coração podem ser permanentes.

 

Prevenção

Animais que vivem, ou que têm contato freqüente com praias correm maior risco de contaminação. Isso porque o mosquito transmissor da doença adora esses lugares – sim, não é apenas você quem gosta de praia! Aliás, represas, rios e lagos, também são áreas potencialmente perigosas!

Por isso, se você e seu pet moram ou viajam para a praia com regularidade, é bom ouvir atentamente o conselho: faça um tratamento preventivo!

A prevenção contra o verme do coração passa pelo uso de medicamentos de uso contínuo, mensal. É simples, barato e fácil de administrar. Converse com seu veterinário de confiança para escolher qual o melhor medicamento para o seu animal.

 

Agora, um outro assunto que merece sua total atenção diz respeito ao hábito de levar cachorros para passear de carro.

Você faz isso? Então fique atento a essas dicas:

 

Veja também:

Cães

 

Gostou do artigo? Achou-o curioso? Dê um like para ele! Nós adoramos perceber que nossos leitores curtiram nosso trabalho!