10 motivos para levar seu cachorro ao veterinário

cao com dor de cabeça

Muita gente se pergunta em qual momento deve levar seu cão a um veterinário. Entre tantos que existem, listamos abaixo 10 motivos pelos quais você deve procurar ajuda de um especialista.

Fique ligado em: agressões, alucinações, apatia, bulimia, depressão, desafio, incontinência, lambidas, sede e senilidade.

 

Agressões – se seu cachorro de repente mudou de atitude e passou a ameaçar alguém da sua família, com rosnados ou posturas de intimidação, algo de errado está acontecendo. Neste caso é bom levar ao veterinário antes que alguém leve uma mordida. Ele saberá como ajudar a resolver o caso, muitas vezes sem o uso de medicação.

 

Alucinações – observe: o cão está calmo e de repente começa a acompanhar objetos imaginários com os olhos ou esticar as orelhas e chorar. A isso damos o nomes de distúrbios alucinatórios e o tratamento é recomendável sempre.

 

Apatia – talvez o sintoma que mais leve animais ao veterinário, a apatia se caracteriza pelo isolamento e recusa em desenvolver atividades outrora prazerosas como explorar o ambiente, brincar sozinho ou com você.

 

Bulimia – sim, os cães podem sofrer de bulimia! Perceba se seu animal de estimação anda comendo em demasia, e após o fim da ração ele “caça” comida pela casa – isso pode ser um sinal de ansiedade. A ajuda de um especialista é recomendada.

 

Depressão por perda – caso uma pessoa ou outro animal próximo ao pet tenha falecido, é comum haver depressão, com perda de apetite e indiferença pelas pessoas em volta. Se, no entanto, isso durar mais do que uma semana, é bom procurar ajuda, para que o problema não se agrave.

 

 

Desafio – o cão adolescente coloca as patas nos móveis, em sinal de desafio.  Aos homens da casa. Um veterinário irá te ajudar a estabelecer um status hierárquico adequado, antes que a atitude desafiadora progrida para ameaças e mordidas.

 

Incontinência – o filhote faz as necessidades debaixo dele próprio, sem sair do lugar. Normalmente isso acontece à noite e está relacionado a formas desajeitadas de adestramento ou, ainda, a uma educação opressora.

 

Lambidas – caso seu cão fique se lambendo por muito tempo, além do de costume, ou passe a morder as unhas ou mesmo arrancar seus pelos, convém procurar um veterinário. Além  de problemas  dermatológicos, a causa pode estar na ansiedade.

 

Sede em excesso – o animal bebe vários litros de água e urina em todos os lugares. Ele pode ter problemas endócrinos ou renais, ou ainda, pode ser um caso de ansiedade ou um ritual. Novamente, aqui, a ajuda do veterinário irá lhe dizer qual é a fonte.

 

Senilidade – entre outras coisas, o cachorro não obedece mais, suja-se e fica choramingando por nada. Veja, apesar disso normalmente ocorrer já numa idade avançada, não significa um efeito irremediável do envelhecimento. Com tratamento adequado, a situação tende a ficar estabilizada.

 

Opa, existem muito mais do que 10 coisas para você observar e na ocorrência delas procurar ajuda de um especialista.

Por isso esteja sempre alerta com seu animal de estimação. Ao sinal de alguma mudança, tenha a iniciativa de procurar ajuda. Na maioria dos casos não será nada demais, mas não convém arriscar, não é mesmo?

 

 

Veja também:

Cães

 

Gostou do artigo? Achou-o curioso? Dê um like para ele! Nós adoramos perceber que nossos leitores curtiram nosso trabalho!